30 de agosto de 2012

Porque sim, não é resposta.

Pra onde vai a inspiração quando ela some? Que cor tem a calmaria? Qual a música do silêncio? Onde o medo se esconde? A dúvida tem peso? O tempo evapora? Por que todos querem o amor substantivo mas ignoram o verbo? Quantas palavras cabem em um olhar? Quantas mudanças cabem em uma lágrima? Existem milagre maior do que um sorriso? Sonhos são um alvo ou  um meio de transporte? Não seria o ser humano um ruminante de ideias e lembranças? Toda pergunta precisa ter resposta?

Um comentário:

ThiGimenes disse...

Talvez a falta de inspiração seja quando tiramos tudo o que tinha pra sair de lááá de dentro e agora precisamos "encher" tudo de novo com coisas novas, alimentar a alma. Abrir a porta, não para que saiam as idéias, mas para que entre o novo.